entre em contato, vem ser prime

Campos de respostas obrigatórias*

ISABEL CRISTINA VICENTE

FISIOTERAPIA NEUROPEDIÁTRICA

REDES SOCIAIS

Localização

LONDRINA PR

Isabel Cristina Vicente é formada em Fisioterapia pela UEL - Universidade Estadual de Londrina, em 1986, mãe de Natália R. Mudenuti, 33 anos, Pedro Vicente, 25 anos e Glória Vicente, 23 anos. A londrinense conta um pouco da sua trajetória: “escolhi a fisioterapia porque é a possibilidade do cuidar do outro com proximidade, cumplicidade, aprendendo a cada atendimento o quanto podemos interferir no “todo” do paciente. Desde a graduação, com muito estágio (permitido na época). Graças a Deus nunca parei. Todo dia é uma experiência única, mas atuar na Santa Casa de Londrina, iniciar a pesquisa no Departamento de Fisiologia da UEL e Criar o curso de graduação em Fisioterapia noturno na Faculdade Inesul - que ainda estava em construção - foram minhas maiores experiências! O maior desafio é o que ainda está sendo; fazer a diferença na África. E montar um serviço com amigos que pensam como eu! Amo!”. A homenagem no texto, segundo a fisioterapeuta, teria muitos nomes, mas um especial é o da mestra Dra. Silvia Ponzzoni. “Homenageio também todos os meus professores, desde o maternal do Colégio Mãe de Deus até os atuais”.

 

Isabel relata o seu dia a dia. “Sou divorciada há pouquíssimo tempo, depois de uma relação de 35 anos, mas como tantas mulheres, venci com maestria.  Não é tarefa fácil acordar cedo e dormir muito tarde, levar as crianças na escola, criar horários de "fuga" tipo: “vou ali um pouquinho e já volto! (risos), chegar em casa muito tarde (principalmente quando assume-se disciplinas em universidades), dar uma arrumada na cozinha, preparar o jantar, “desmaiar “de cansaço, contar com apenas uma funcionária em casa e na clínica. Mas tenho, claro, a colaboração especial das avós do coração! No final, acredito que todas nós, profissionais e mães, amamos essa rotina”.

 

Ao iniciar sua profissão, o maior objetivo era atuar com crianças atípicas, pesquisa e educação. “E meu maior sonho era a titulação internacional, que já está a caminho. Amo viajar com a família. Aprecio boa leitura, música clássica e samba, não tenho um hobby em especial, participo dos Congressos da Moviment Disorders e dos Congressos Brasileiros em Paralisia Cerebral, além das atualizações em neuropediatria. Motiva-me a evolução das crianças que faço intervenção, conviver com as famílias das "minhas" crianças e com a equipe de profissionais que atuam comigo no consultório. O que me acrescenta é observar as variáveis que o ser humano é capaz de ter.  Surpreende-me.  E concluo com o seguinte texto:

 

O que é ser fisioterapeuta?

Avalia...trata...reavalia...trata...reabilita... alivia...
No passo a passo o passo da evolução, às vezes lenta, mas com ágil dedicação, especialização, com o coração.
Pronto para ouvir, sentar junto, animar... Se preciso for, até chorar...
É um oferecer, dar o olhar, abraçar, apoiar...

Profissional do movimento. Auxílio na dor, no alívio atento, ombro amigo, manobra, alento, ao aflito, ali presente, insistente, dedicação, amparo consistente. Perito aliado na reabilitação...